Conheça os ícones do bairro do Flamengo

Icono Parque Residências

Uma das mais tradicionais regiões da Zona Sul da cidade, o bairro do Flamengo é conhecido por ter vida própria e por seus ícones, que fazem com que a região seja muito procurada para viver, trabalhar e se divertir. Seus limites são os bairros de Botafogo, Laranjeiras, Glória e Catete. Entre as ruas mais valorizadas estão Machado de Assis, Dois de Dezembro, Conde de Baependi, Marquês de Abrantes, Senador Vergueiro, Paissandu, São Salvador, Barão do Flamengo, Oswaldo Cruz, Rui Barbosa e Praia do Flamengo.

E por que Flamengo? Duas versões podem explicar a origem do nome. De acordo com o livro “Histórias das Ruas do Rio”, de Brasil Gerson, a primeira vem da época das invasões holandesas. Consta que os prisioneiros de guerra holandeses, também conhecidos por flamengos, eram trazidos de Pernambuco para esta praia. As pessoas começaram, então, a chamar o local de Praia do Flamengo. Outra versão, citada na publicação, baseia-se no fato de que eram vistos na praia muitos pássaros vermelhos, conhecidos por flamengo ou flamingo. Daí a explicação para o nome. As duas versões também estão citadas no portal do Instituto Pereira Passos. Segundo o instituto, no século XIX, o bairro do Flamengo já estava integrado à malha urbana, com sua expansão consolidada pelo interesse de aristocratas ricos e grandes fazendeiros de café em fixar residência na região.

Com várias histórias no currículo, uma coisa é certa: o bairro, que também serviu de berço para a fundação do Clube de Regatas do Flamengo em novembro de 1895, é considerado estratégico para morar e trabalhar por estar próximo do centro da cidade. E por contar com uma rede completa de transportes (três estações de metrô e várias linhas ônibus), o deslocamento é fácil e rápido para outras regiões.

Os ícones que merecem a sua atenção

Para quem gosta de explorar cada pedacinho do bairro, uma dica é conferir algumas referências arquitetônicas modernistas e art déco de prédios que ficam na Praia do Flamengo. Além disso, outros ícones do bairro do Flamengo merecem ser visitados:

– Parque Brigadeiro Eduardo Gomes (Aterro do Flamengo) – complexo de lazer que recebe milhares de pessoas.

– Parque do Flamengo – primeiro parque de lazer ativo do Brasil, idealizado pela arquiteta Lotta Macedo Soares.

– Museu de Arte Moderna (MAM) – a instituição tem, hoje, cerca de doze mil obras, representando artistas brasileiros e estrangeiros.

– Monumento aos Pracinhas – presta homenagem à memória dos 467 soldados brasileiros mortos em combate durante a Segunda Guerra Mundial, na Itália.

– Monumento a Estácio de Sá – obra do arquiteto Lúcio Costa que faz uma homenagem ao fundador da cidade, Estácio de Sá.

– Marina da Glória – revitalizada, a área oferece passeios turísticos, bares, restaurantes e um espaço para realização de eventos culturais.

– Parque Guinle – em uma área de 24.750 metros quadrados há um lago, alamedas, gramados, árvores e plantas tropicais.

– Centro Cultural Oi Futuro – o público encontra espetáculos de teatro, exposições, programação infantil, além de um bistrô e de uma biblioteca.

– Museu da República – sede da Presidência da República a partir de abril de 1896. Recebeu 18 presidentes. Além do museu, conta com área verde, parquinho, cinema e café.

– Centro Cultural Arte Sesc – abriga um centro cultural e o restaurante Bistrô do Senac.

– Castelinho do Flamengo – completou 100 anos recentemente. Na programação estão oficinas de criação, exposições, teatro, vídeo instalações, performances, saraus, palestras e debates culturais.

– Cinemas Kinoplex São Luiz e Espaço Museu da República – dois locais para assistir aos filmes em cartaz. Contam com locais para lanches e cafés rápidos.

– Café Lamas – restaurante muito famoso no bairro, conhecido por oferecer o melhor filé mignon do Rio de Janeiro.

– Churrascaria Majórica – a tradição da casa é a união entre o churrasco a la carte e os pratos da cozinha mediterrânea.

– Casa Julieta de Serpa – oferece restaurante, bar e é muito requisitada para ensaios fotográficos.

– Largo do Machado – a praça é bem movimentada por causa da estação do metrô, das feiras de artesanato e das festas temáticas. A igreja Nossa Senhora da Glória é um símbolo do local. A Galeria Condor é mais uma referência, oferecendo comércio variado, com destaque para restaurantes árabes.

Por todas estas razões, a paixão dos moradores pelo Flamengo é notória e as pessoas costumam dizer com orgulho que não há desejo de mudar de bairro. É uma relação afetiva muito especial que só quem mora na região entende. Não é à toa também que o Flamengo registra constante valorização imobiliária, com lançamentos sob medida para famílias à procura de conforto, mobilidade e muito lazer na porta de casa.